Anúncio
in

Abono esquecido de R$ 208 milhões: consulte se seu nome está na lista

Foto: Reprodução
Anúncio

O Ministério do Trabalho e Previdência informou aos brasileiros que cerca de R$ 208 milhões foram “esquecidos” por seus donos e seguem disponíveis para resgate. Os recursos são referentes ao abono salarial PIS/Pasep com ano-base 2019.

Cerca de 320 mil trabalhadores que não resgataram o benefício na época em que ele foi pago ganharam uma nova chance em 2022. Mesmo assim, muita gente ainda não fez o saque ou nem mesmo sabe que tem direito.

Anúncio

O abono PIS/Pasep liberado pelo governo é um direito do cidadão que, no ano de 2019:

  1. Estava inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos;
  2. Recebeu até dois salários mínimos mensais, em média;
  3. Trabalhou carteira assinada pelo menos por 30 dias, consecutivos ou não, naquele ano;
  4. Estava com os dados atualizados pelo empregador na RAIS (Relação Anual de Informações Sociais) ou eSocial.

Consulta ao abono

Quem ainda não sabe se pode resgatar até um salário mínimo de benefício deve entrar em contato por meio dos canais de atendimento disponíveis para seu grupo. Os funcionários de empresas privadas (PIS) devem falar com a Caixa, enquanto os servidores públicos precisam se conectar com o Banco do Brasil.

Anúncio

Também é possível obter informações por meio do aplicativo Carteira de Trabalho Digital (CTPS) e do portal Gov.br.

Como sacar do PIS/Pasep 2019?

O interessado em receber o abono salarial precisa solicitar a reemissão do crédito por meio de um dos canais abaixo:

  • Agências do Ministério do Trabalho e Previdência;
  • Central Alô Trabalhador, pelo telefone 158;
  • E-mail, pelo endereço [email protected], trocando as letras ‘uf’ pela sigla do estado onde mora.
Anúncio