Anúncio
in

Auxílio Brasil: novos beneficiários serão incluídos em setembro?

Cerca de 20,2 milhões de famílias em situação de pobreza ou extrema pobreza fazem parte do programa social.

Auxílio Brasil: novos beneficiários serão incluídos em setembro? - Foto: Reprodução
Anúncio

Auxílio Brasil entrou no lugar do Bolsa Família como o maior programa de transferência de renda do país. Após uma série de novas inclusões em massa, a iniciativa hoje ultrapassa a marca de 20,2 milhões de famílias beneficiadas.

Leia mais: Auxílio Brasil paga R$ 600 ou R$ 710 em setembro? Descubra agora

Anúncio

Em agosto, mais de 2,2 milhões de famílias foram incluídas na folha de pagamento, segundo dados do Ministério da Cidadania. A pasta afirma que o processo zerou a fila de espera de pessoas inscritas no Cadastro Único (CadÚnico) com perfil para serem contempladas.

Entretanto, o aumento da pobreza e agravamento da situação econômica do país fazem com que novos cadastros no CadÚnico sejam registrados todos os dias. Nesse sentido, haverá uma nova entrada de beneficiários no Auxílio Brasil em setembro?

Novas inclusões

Anúncio

Não é possível confirmar se o governo terá ou não espaço para colocar mais gente dentro do programa. No entanto, considerando que milhares de famílias são excluídas todos os meses por não se enquadrarem mais nos critérios de elegibilidade, a possibilidade existe.

De forma geral, o governo abre espaço na folha de pagamento sempre que corta o benefício de alguém. Por isso, é possível acreditar que novos inscritos devem entrar no lugar daqueles que foram retirados.

Anúncio

Vale destacar que essa é apenas uma suposição baseada nos últimos acontecimentos. Desde novembro de 2021, quando o programa foi implementado, mais de 7,1 milhões de unidades familiares de todo o país foram adicionadas.

Auxílio Brasil em setembro

Em julho, o Congresso Nacional aprovou uma emenda constitucional que liberou R$ 41,2 bilhões para ampliação de programas sociais e criação dos novos auxílios. Mais da metade desses recursos foram destinados ao Auxílio Brasil, que passou de passou de R$ 400 para R$ 600 mensais até dezembro deste ano.

Anúncio

A família interessada em receber precisa ter inscrição ativa no Cadastro Único (CadÚnico), além de renda mensal de até R$ 105 per capita. Lares com ao menos um integrante menor de 21 anos, grávida ou nutriz podem ter renda de até R$ 210 per capita.

Os pagamentos seguem a ordem do final do NIS (Número de Identificação Social) dos beneficiários e, quase sempre, ocorrem nos dez últimos dias úteis do mês. Confira o calendário de setembro:

  • NIS final 1: recebe dia 19 de setembro;
  • NIS final 2: recebe dia 20 de setembro;
  • NIS final 3: recebe dia 21 de setembro;
  • NIS final 4: recebe dia 22 de setembro;
  • NIS final 5: recebe dia 23 de setembro;
  • NIS final 6: recebe dia 26 de setembro;
  • NIS final 7: recebe dia 27 de setembro;
  • NIS final 8: recebe dia 28 de setembro;
  • NIS final 9: recebe dia 29 de setembro;
  • NIS final 0: recebe dia 30 de setembro.
Anúncio