Anúncio
in

Dicas de especialistas para utilizar cartões de crédito

Foto: Reprodução
Anúncio

Muitas operadoras de cartão de crédito estão ampliando o parcelamento oferecido aos consumidores. Mas é preciso ficar bastante atento, mesmo com os juros baixos.

A recomendação do educador financeiro, Reinaldo Domingos, é para quem tem prestações e paga juros. Quem paga juros gasta mais dinheiro e pode se tornar uma pessoa inadimplente. “Estar endividado não é um problema, mas estar endividado sem ter pleno domínio do dinheiro que entra e o dinheiro que sai do seu bolso é sem dúvida um grande problema”.

Anúncio

Para o especialista, o cartão de crédito tem sido considerado o grande vilão para a inadimplência de milhões de brasileiros, porém, esta é uma ideia errada, os cartões são na verdade um meio de compra seguro e eficaz.

“O problema está na ausência de educação financeira dos consumidores, aprendemos a consumir e não a poupar. Lógico que as taxas de juros são altas, porém, todos sabemos disso e mesmo assim abusam desta ferramenta de consumo. Como é difícil assumir os próprios erros é comum ouvir de consumidores que o problema é o cartão de crédito e não o que se comprou com ele. É necessário que se tenha a consciência”.

Pensando nisso, o educador elaborou 9 dicas quem podem te ajudar. Confira:

Anúncio

1 – O limite do cartão de crédito deve sempre ser inferior ao salário mensal, no máximo 50% do ganho;

2 – Nunca pague a parcela mínima. Busque outra linha de crédito, com juros menores, quando isso tiver que acontecer é preciso;

Anúncio

3 – A troca de uma linha de crédito com juros altos para uma de juros mais baixos pode ser usado como estratégia, mas é preciso combater a causa do problema que gerou a situação;

4 – Seja consciente na hora de consumir. Pergunte se realmente precisa disto, se tem dinheiro para comprar e se tem como pagar a fatura total do cartão no seu vencimento;

Anúncio

5 – Controle o parcelamento feito no cartão. Em muitos casos estas prestações estão comprometendo quase todo o ganho;

6 – Negocie e peça, se possível, a isenção de anuidade do cartão de crédito. Atualmente, existem cartões que não cobram taxa de manutenção;

Anúncio

7 – Aqueles que têm salário fixo, o ideal é ter apenas um cartão, e para aqueles que possuem ganhos esporádicos, no máximo três cartões, se possível com vencimentos nos dias 10, 20 e 30 de cada mês;

8 – Busque os benefícios que o cartão de crédito pode oferecer, podem ser prêmios ou milhagens, por exemplo;

9 – Evite compras no exterior. A taxa de IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) sobre a compra é de 6,38%.

Anúncio