Anúncio
in

Governo Federal informa: Trabalhadores têm R$ 562 milhões esquecidos; veja sua situação

Foto: Reprodução
Anúncio

Sabemos que o Brasil passa por um momento delicado em muitas áreas, mas especialmente na economia. A inflação faz com que o poder de compra do brasileiro fique bem abaixo do comum, então as contas podem acabar se acumulando, pois está sendo preciso adquirir mais do que é possível pagar.

Esse é um momento onde ninguém pode se dar ao luxo de desperdiçar, perder ou esquecer dinheiro. É por esse motivo que o governo está fazendo questão de lembrar aos brasileiros que, acredite ou não, ainda há valores que muita gente esqueceu de tentar receber.

Anúncio

Esses números somados chegam a R$ 562 milhões. Eles pertencem ao PIS/Pasep e são referentes aos valores que estão acumulados por não terem sido resgatados pelos trabalhadores quando eles foram disponibilizados, assim informou o Ministério do Trabalho e Previdência.

Enquanto o Programa de Integração Social (PIS) foi criado para quem trabalha em empresas públicas, o Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep) é voltado para os trabalhadores da iniciativa privada.

Anúncio

O primeiro é pago pela Caixa Econômica Federal, mas o segundo é pago pelo Banco do Brasil.

O governo lembra ainda que para ter direito a receber esse valor, o profissional precisa ter pelo menos um registro, independentemente de quanto tempo passou registrado, contanto que passe de 30 dias e tenha sido há cinco anos.

Anúncio

Além disso, é necessário que o cidadão tenha passado pelo menos 39 dias registrado no ano base do pagamento. O ano de pagamento atual é 2020. Dessa forma, a pessoa precisa ter trabalhado registrada por pelo menos um mês.

Quem trabalhou durante o ano todo de 2020 irá receber o valor máximo do benefício: R$ 1.212, ou seja, um salário mínimo.

Anúncio

O Ministério também informou que do valor total que ainda precisa ser pago para os trabalhadores, R$ 248 milhões são referentes ao PIS. Há cerca de 252.699 de pessoas que precisam recebê-lo.

Já no Pasep, são R$ 314.8 milhões que 596.917 pessoas ainda não sacaram. Apesar do número alto de cidadãos que estão precisando receber, o que se sabe até agora é que mais de 97% dos pagamentos já foram feitos.

Anúncio

Como sacar?

Quem tem direito ao benefício pode ir presencialmente a uma agência da Caixa ou do Banco do Brasil, isso depende se você é funcionário público ou privado. Além disso, é possível ainda enviar e-mail, usar o aplicativo ou telefone para solicitar o pagamento.

O que a pessoa deve se lembrar é que se ela optar pelo saque em espécie, feito de forma presencial, ela precisará ir a uma das unidades de atendimento do Ministério do Trabalho e Previdência.

Saiba quem são aqueles que não têm direito ao abono:

  • Empregado (a) doméstico (a);
  • Trabalhadores rurais empregados por pessoa física;
  • Trabalhadores urbanos empregados por pessoa física;
  • Trabalhadores empregados por pessoa física equiparada a jurídica.
Anúncio