Anúncio
in

Guedes expõe condição para pagar o auxílio de R$ 600 em 2023

Foto: Reprodução
Anúncio

O ministro da Economia, Paulo Guedes, durante sua participação no evento TAG Summit, ocorrido na última quarta-feira, 17, declarou que, para manter o pagamento do Auxílio Brasil de R$ 600, será necessária a aprovação da reforma tributária.

O ministro declarou que é necessário tributar os lucros e dividendos para garantir o montante de R$ 52 bilhões, que serão usados para manter o Auxílio de R$ 600 a partir de janeiro de 2023. Segundo ele, o projeto da reforma tributária, que tramita no Congresso Nacional, já foi aprovado na Câmara dos Deputados, restando a votação no Senado Federal.

Auxílio Brasil turbinado em 2023

Anúncio

O Auxílio Brasil subiu de valor neste mês de agosto, passando de R$ 400 para R$ 600 – acréscimo de R$ 200. O aumento, no entanto, tem prazo de validade: até o mês de dezembro de 2022. Ao todo serão 5 parcelas com o valor “turbinado”.

Sendo assim, a previsão inicial é para que no começo de 2023 o valor retorne ao piso de R$ 400. O que pode mudar, segundo Guedes: “basta aprovar a reforma tributária no Senado, já que na Câmara ela já passou”.

Anúncio

Além disso, o ministro reforçou ainda dizendo que os repasses dos valores extras aos beneficiários só foi possível em razão do recebimento de receitas extraordinárias pelo governo, que incluem pagamentos de dividendos estatais e privatizações.

Calendário Auxílio Brasil de agosto

O calendário de repasses do Auxílio Brasil com valor de R$ 600 teve início em agosto. Veja a seguir todas as datas de pagamento de acordo com o final do Número de Identificação Social (NIS):

  • Final de NIS 1: 09/08;
  • Final de NIS 2: 10/08;
  • Final de NIS 3: 11/08;
  • Final de NIS 4: 12/08;
  • Final de NIS 5: 15/08;
  • Final de NIS 6: 16/08;
  • Final de NIS 7: 17/08;
  • Final de NIS 8: 18/08;
  • Final de NIS 9: 19/08;
  • Final de NIS 0: 22/08.
Anúncio