Anúncio
in

PIS/Pasep libera R$ 1.100 ou R$ 1.212 hoje mesmo; veja como receber

Foto: Reprodução
Anúncio

Duas rodadas de saque do abono salarial PIS/Pasep seguem ativas para trabalhadores de todo o país. A primeira é referente ao benefício com ano-base 2020, pago entre fevereiro e março deste ano. A outra é relativa ao ano-base 2019, paga em 2021.

O abono salarial é um direito de trabalhadores da iniciativa pública e privada que estão cadastrados no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos e têm os dados corretos na RAIS/eSocial. É necessário ter recebido uma média mensal de até dois salários mínimos no ano apurado, além de ter trabalhado pelo menos 30 dias no período.

PIS/Pasep 2022

Anúncio

O Ministério do Trabalho e Previdência informou em março que 480 mil trabalhadores ainda não haviam sacado o benefício pago neste ano. Cada pessoa pode retirar até um salário mínimo (R$ 1.212), de acordo com o número de meses trabalhados no ano-base.

Veja a tabela do abono salarial:

Anúncio

Meses trabalhados/ Valor do abono

  • 1 mês – R$ 101;
  • 2 meses – R$ 202;
  • 3 meses – R$ 303;
  • 4 meses – R$ 404;
  • 5 meses – R$ 505;
  • 6 meses – R$ 606;
  • 7 meses – R$ 707;
  • 8 meses – R$ 808;
  • 9 meses – R$ 909;
  • 10 meses – R$ 1.010;
  • 11 meses – R$ 1.111;
  • 12 meses – R$ 1.212.

Para ter acesso ao benefício, basta comparecer a uma agência da Caixa Econômica Federal (PIS) ou do Banco do Brasil (Pasep). O prazo para retirar a grana vai até 29 de dezembro.

PIS/Pasep 2021

Anúncio

As regras para receber o abono pago em 2021 são as mesmas, mas se aplicam ao ano de 2019. Como o salário mínimo em vigência na época era de R$ 1.100, esse é o valor máximo do benefício.

Neste caso, o interessado que não resgatou o dinheiro no prazo correto precisa solicitar a reemissão do crédito. Veja os canais disponíveis para fazer isso:

  1. Unidades regionais do Ministério do trabalho;
  2. E-mail [email protected]”, substituindo “uf” pela sigla do estado mora;
  3. Central Alô Trabalhador, no telefone 158.
Anúncio