Anúncio
in

Programa oferece R$ 1.000 para este grupo de pessoas; veja quem

Programa foi desenvolvido para oferecer qualificação e retorno ao mercado de trabalho às pessoas de baixa renda.

Programa oferece R$ 1.000 para este grupo de pessoas; veja quem - Foto: Reprodução
Anúncio

O cidadão que atua como Microempreendedor Individual (MEI), trabalhador informal ou está desempregado no momento pode conseguir uma ajuda de até R$ 1 mil. O programa em questão foi desenvolvido para oferecer qualificação e retorno ao mercado de trabalho para pessoas de baixa renda.

Nomeado Bolsa Empreendedor, a iniciativa faz parte do programa Bolsa do Povo, do Governo do Estado de São Paulo. As inscrições estão abertas até 18 de setembro e, de acordo com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, está será a última turma de 2022.

Quem pode participar?

Anúncio

Os requisitos básicos para a realização da matrícula são:

  • Ter mais de 18 anos;
  • Ser alfabetizado;
  • Residir no Estado de São Paulo;
  • Estar desempregado; ou
  • Ser Microempreendedor Individual (MEI).

No entanto, existe um grupo prioritário para ingressar no programa, formado por pessoas de baixa renda, mulheres, jovens entre 18 e 35 anos, pretos, pardos, pessoas com deficiência e indígenas.

Qual o valor do benefício?

Anúncio

O valor liberado pelo Bolsa Empreendedor é de duas  parcelas de R$ 500. A primeira será paga no dia 29 de dezembro e a segunda 30 dias depois. Para ter acesso ao dinheiro, o participante terá que concluir o curso de qualificação, oferecido em parceira com o Sebrae, além de se formalizar como MEI.

Os curso oferecidos são voltados para a gestão e administração de um negócio e têm duração de 10 horas. Os módulos são 100% online.

Como se inscrever para o Bolsa Empreendedor?

Anúncio

Os interessados que cumprem os requisitos devem acessar o site do Bolsa do Povo. Os selecionados para participar serão notificados via e-mail ou SMS. Quem for elegível, mas não for chamado, será encaminhado para a lista de espera.

Anúncio