Anúncio
in

Quanto custa viajar para a Argentina e ‘viver como rico’?

Foto: Reprodução
Anúncio

A procura por viagens à Argentina pelos brasileiros disparou nos últimos meses. O motivo é a desvalorização do peso argentino causado pela disparada da inflação no país vizinho, que faz com quem ganha em real tenha verdadeiros dias de rei por lá.

Segundo Daniela Araújo, diretora de Voos da Decolar, os destinos preferidos são Buenos Aires, Bariloche, Mendoza, Ushuaia e Córdoba. Em julho, a capital portenha foi o segundo lugar mas buscado pelos passageiros no buscador de voos Viajala, perdendo apenas para Lisboa. 

Anúncio

A empresa diz que o preço dos voos de ida e volta entre São Paulo capital e Buenos Aires caíram cerca de 8%. Semanalmente, as companhias operam 162 voos entre Brasil e Argentina, mas a expectativa é que o número chegue a 214 trechos até dezembro. 

Qual o preço da viagem para a Argentina?

A plataforma de buscas de viagens Kayak diz que o preço médio de uma passagem de ida e volta entre São Paulo e Buenos Aires é de R$ 1.701 para 2022. Quem preferir viajar no próximo ano pode pagar até 19% a menos, cerca de R$ 1.386.

Anúncio

Uma simulação feita pelo InfoMoney no site Decolar.com ilustra bem as possibilidades. O levantamento revela os preços para uma viagem com duração de sete noites, com partidas das capitais São Paulo (SP), Porto Alegre (RS) e Recife (PE).

As referências são para uma pessoa adulta, já com taxas de embarque e impostos. Veja quanto custa ir para a Argentina entre agosto de 2022 e junho de 2023:

  • 2022
PreçosSão Paulo (SP)Porto Alegre (RS)Recife (PE)
AgostoR$ 2.364R$ 3.824R$ 4.970
SetembroR$ 2.073R$ 4.082R$ 2.412
OutubroR$ 2.682R$ 2.679R$ 3.219
NovembroR$ 3.181R$ 2.341R$ 3.120
DezembroR$ 2.158R$ 3.492R$ 2.820
Média de preços:R$ 2.492R$ 3.284R$ 3.308
  • 2023
PreçosSão Paulo (SP)Porto Alegre (RS)Recife (PE)
JaneiroR$ 2.617R$ 4.738R$ 5.645
FevereiroR$ 1.894R$ 2.049R$ 2.586
MarçoR$ 1.781R$ 1.803R$ 5.616
AbrilR$ 1.951R$ 1.847R$ 2.568
MaioR$ 2.068R$ 1.640R$ 3.588
JunhoR$ 2.736R$ 2.420R$ 2.710
Média de preços:R$ 2.175R$ 2.546R$ 3.786
Anúncio

Vale lembrar que os pacotes estão sujeitos a alteração de disponibilidade e preços, já que as tarifas são dinâmicas e oscilam.

Dicas para se planejar

Na hora de buscar uma boa passagem, evite a alta temporada e faça a compra antecipadamente. No caso da Argentina, não vale a pena pesquisar os preços com tanta antecedência assim, justamente por conta da crise.

Anúncio

“Pesquisar preços com muita antecedência para a Argentina em crise só funciona se há a intenção de efetuar a compra em breve. Fazer hoje uma pesquisa de preços (de hotel, restaurante e passeio) e deixar para reservar e pagar daqui a 3, 4 meses pode causar um susto”, explica Romain Maciejewski, diretor comercial do Viajala.

“O mesmo vale para a compra de pesos argentinos: dá para comprar pesos agora e viajar um ano depois, mas a verdade é que estes pesos podem perder o poder de compra e valer muito menos do que quando foram adquiridos”, completa.

Anúncio

Se não der para passar uma semana inteira, adapte os planos e passe três ou quatro dias. E não se esqueça: os preços altos dos serviços atingem também quem está só “turistando” pelo país.

Anúncio