Anúncio
in

Razões pelas quais o Caixa Tem não aprova pedidos de empréstimo

Foto: Reprodução
Anúncio

A Caixa Econômica Federal lançou recentemente seu novo Programa de Simplificação do Microcrédito Digital para Empreendedores (SIM Digital). É oferecido pelo Caixa Tem para pessoas físicas e microempreendedores individuais (MEI) que desejam investir em seus negócios, sejam eles formalizados ou ampliados. O limite varia de R$ 1.000 a R$ 3.000, dependendo do método.

Leia mais: Descubra mais sobre doenças que dão direito a aposentadoria por invalidez

Anúncio

Mas mesmo com crédito fácil, inclusive os que estão negativados, o Caixa Tem Empréstimos tem recusado consistentemente muitas pessoas que tentam fechar negócio. Para resolver as preocupações, o banco identificou três dos motivos mais comuns para a rejeição.

A seguir estão os motivos mais comuns pelos quais os bancos recusam solicitações de crédito:

1 – Não passar na análise automática do aplicativo

Anúncio

A avaliação dos dados dos candidatos pelo Caixa Tem é feita de forma automática. Como resultado, pode haver casos em que o usuário insira informações incorretas ou inconsistentes ao preencher os dados. Como resultado, os pedidos de microcrédito podem não ser aprovados.

O ponto positivo é que é possível renovar o registro. Depois disso, o período de aprovação de 10 dias será retomado. Lembre-se de que o pedido de liberação de crédito da Caixa utiliza como referência as informações cadastrais do usuário, histórico de crédito, valor que a pessoa pode pagar por mês, etc.

2 – Obter dívida superior a 3.000 reais em Janeiro de 2022

Anúncio

Mesmo quem se enquadre no perfil empreendedor da ação, ainda pode recusar o microcrédito para quem tiver contas de 3.000 reais ou mais até 31 de janeiro de 2022. Esta é uma das regras estabelecidas pelo Regulamento MTP nº 660, de 28 de março de 2022.

As pessoas físicas ou Microempreendedores Individuais (MEI) que realizam negócios de crédito com bancos e cujo valor total ultrapasse R$ 3.000 não são elegíveis para firmar contratos de crédito, avisa a regra.

Anúncio

Neste caso específico, apenas o financiamento das famílias não entra como dívida. Além disso, mesmo pessoas negativas podem obter crédito.

3 – Não se adequar na proposta do SIM como Empreendedor

O objetivo da microfinança digital Caixa Tem SIM é estimular o empreendedorismo de massa e formalizar pequenos negócios. Ou seja, a linha de crédito emitida pela Caixa não deve ser utilizada para pagar contas ou fazer compras para uso pessoal.

Anúncio

O verdadeiro público-alvo da iniciativa são pessoas que exercem alguma atividade informal – como venda de comida caseira, artesanato e outros serviços – e desejam expandir seus negócios, seja comprando insumos, máquinas ou capital de giro.

Nesse caso, quem não se enquadra nesse perfil, é aconselhado a optar pelo tradicional Crédito Caixa Tem, lançado no ano passado. Entre eles, a taxa de juros é de 3,99% reais ao mês, enquanto nos cartões SIM digitais, a taxa de juros é de 1,95% a 1,99% ao mês.

Anúncio